Como tomar decisões acertadas ao escolher seu parceiro de Analytics e BI

por Flávio Bolieiro, VP MicroStrategy Latin America

Como tomar decisões acertadas ao escolher seu parceiro de Analytics e BI

Como tomar decisões para escolher seu parceiro de Analytics e BIEscolher o parceiro ideal para a implementação de projetos de análise e Business Intelligence pode ser uma tarefa árdua para os gestores de TI. O mercado está amadurecendo, o que faz com que o cenário esteja propício para o surgimento de novas empresas e ofertas diferenciadas de produtos e serviços. Em meio a um número crescente de opções, como decidir o que é melhor para sua companhia? Buscando informações além daquelas oferecidas pelas equipes de vendas. E, neste sentido, o relatório Gartner Critical Capabilities para Analytics and Business Intelligence pode te ajudar.

O que é o Gartner Critical Capabilities para Analytics e BI?

Trata-se de um estudo que avalia as características técnicas de 20 fornecedores de  plataformas de Analytics e BI. A análise avalia cinco indicadores das soluções: “Foco em Agilidade”, “Descentralizada”, “Governança”, “Extranet Deployment” e “OEM ou Embedded Analytics”. As notas são dadas por analistas de mercado e por clientes e são combinadas para a geração de rankings por indicador e também um ranking geral. Desta forma, é possível oferecer uma comparação detalhada sobre os pontos fortes e fracos de cada player, além de um panorama completo do mercado como um todo: seu estágio de amadurecimento, previsões para os próximos anos e orientações para os profissionais do mercado.

Como tomar decisões acertadas ao escolher seu parceiro de analytics e bi

Alguns achados do relatório de Analytics e BI

O Gartner identificou que há diferenças significativas entre as plataformas avaliadas, tanto nos recursos funcionais, especificamente no que se refere ao suporte à complexidade dos modelos de análise de dados, quanto em escalabilidade. Ou seja, antes de escolher um parceiro, é preciso avaliar os diferenciais técnicos, para se certificar de que as demandas específicas de sua empresa serão atendidas.

Além de recomendações, o relatório traz algumas previsões. Uma delas é que, em 2020, a inteligência artificial será uma característica padrão de 90% das plataformas de BI mais modernas. Além disso, os players que oferecerem aos usuários acesso a um catálogo com curadoria de dados internos e externos irão obter o dobro dos investimentos em Analytics e BI quando em comparação com aqueles que não o fazem.

Liderança

É com grande orgulho que digo que, em um universo de 20 concorrentes, a MicroStrategy recebeu as pontuações mais altas em 3 dos 5 casos de uso analisados pelo Gartner: “Foco em Agilidade”, “Descentralizado” e “Governança”. Também recebemos a 2ª maior pontuação no caso de uso “Extranet Deployment” e a 4º maior no caso de uso “OEM ou Embedded Analytics”. Considero esta conquista como um sinal claro de que estamos no caminho certo para oferecer as melhores soluções aos nossos clientes, contribuindo com o desenvolvimento estratégico de suas operações e com seu sucesso econômico.

Por fim, considero importante reforçar que muitos profissionais ainda contam apenas com o relatório do Quadrante Mágico para dar suporte à tomada de decisões. Porém, de forma isolada, ele não é suficiente. Para uma escolha acertada, é necessário avaliar outras fontes de informação que complementam os resultados do Quadrante, dentre as quais o Critical Capabilities é uma das mais confiáveis.

Para fazer o download do relatório completo, clique aqui (em inglês).

*Flávio Bolieiro é vice-presidente da MicroStrategy Latin America e atua  há 30 anos com TI e aplicações corporativas. Nos últimos 17 anos, tem trabalhado ativamente com soluções de Business Intelligence, desde desenvolvimento de parcerias estratégicas até implementação de projetos para clientes-chave nos setores público e privado. Seu conhecimento sobre inteligência de negócios é profundo, motivo pelo qual é frequentemente convidado a falar sobre o assunto na imprensa e em eventos de mercado.

Leia também